Saturday, October 21, 2006

Últimas aquisições musicais

Wander Lee - (Não me lembro o título)
Lenine - Acustico (ou será ao vivo?) MTV
Leone - Um outro futuro

Monday, October 16, 2006

As faces do poder

Inevitavelmente o poder mostra faces que são por muito tempo ocultas aos que observam os processos referentes a ele sem deles participar.

O presidente Lula, o PT e a pseudo esquerda que os acompanham em seus vôos sem desiderate pelo governo brasileiro mostraram as suas garras ao censurarem um texto de crítica de autoria de Arnaldo Jabor.

Segue abaixo o link para o blog ''O insurgente"que publicou na íntegra o texto censurado e também o link para a notícia no site republica.com.br

http://oinsurgente.blogspot.com/
http://www.republica.com.br/noticias/visualizar.asp?Tp=2&ID=892

Saturday, October 14, 2006

Sobre Eles; Ou perspectivas para um futuro onde a idéia é a existência.

Não sei como se entendem, pois se escolhem viver uma existência quase efêmera, daquelas que só se manifestam em comunidades virtuais, mensageiros instantâneos e, quando muito, rodinhas de bairro ou condomínio e tratam de entender-se basicamente pelo que escrevem, como se entendem, como podem entender o que escrevem? A primeira questão é o jeito dEles de pensar que palavras escritas resolvem tudo, citam desde Machado de Assis, passando por Clarice Lispector até Vinicius ou Ferreira Gullar em seus "nicknames" no msn e programas correlatos, mas o que me pergunto é se uma vez, ao menos uma única vez eles já pararam para ler um desses que citam, ao menos um fragmento que vá além das duas linhas tradicionais de suas citações. Trocam com tanta facilidade o velho olho no olho pela praticidade das palavras tecladas que me fazem pensar, onde vamos? Até onde esse tipo de pensamento irá nos levar?

Eis as respostas: Vamos a um debate sobre o conceito de existência, uma vez que a existência de cada um dos que escolhem existir na grande rede ficará confinada ao campo das idéias - sendo cada um apenas o que as palavras ou as fotos o descrevem, havendo assim espaço para que cada um seja o que o seu pensamento propor; Ou vamos daqui para pior e em nada se falará sobre o conceito de existência, sobre o conceito de pessoa-idéia que não ganha existência real, não discutiremos o que é real, e a cultura se perderá em uma rede que tem todo o potencial para difundi-la.

Então chegamos ao conceito de Eles que estou tratando. "Eles" não são governos superpoderosos, ou pessoas que fazem parte de uma rede de conspiração que visa a destruição de valores ou culturas, "Eles" não são as forças do cristão-capitalismo ocidental. Eles na verdade são muitos de nós, muitos dos jovens e em última análise os adolescentes, quase como um todo. Pois os mais velhos, os mais experientes têm todo o material intelectual nessesário para que se pense em revoluções sejam elas idealistas-existenciais ou de cunho puramente materialistas, porem os mais jovens é que detem a força vital necessária para pô-las em pratica.

Uma vez que já se tratam por idéias, uma vez que pesquisam a página pessoal do outro e não a vida do outro, uma vez que deixam de olhar nos olhos do outro para conhecerem-se por álbums de fotos tenho minhas dúvidas se para Eles, ou melhor, se para nós, há algum sentido em se revolucionar o atual modo de pensar sobre a co-existência, sobre a sociedade. Tudo nos é muito cômodo, e as estratégias e previsões são feitas para que tudo torne-se a cada dia mais comodo
.
Co-existir e pensar numa revolução de idéias, ainda que precocemente, e pensar no que tem sido realmente real para Nós, esse é o caminho, a estrada que nos levará à iluminação, que nada mais é que o conhecimento de nós mesmos, enquanto pessoas, e não enquanto perfis em sites de relacionamentos ou e-mails que são mandados instantâneamente carregados de erros de idioma e linguagem, pois assim nos é mais cômodo.

É preciso não só sentir o que nos incomoda, é preciso vê-lo. É preciso movimentar-nos, uma vez que não podemos alterar o passado, pensemos melhor em nosso futuro
.