Saturday, May 19, 2007

Esperando por algo melhor que o linux

Será que linux é realmente o melhor sistema para substituir o windows?
O governo tem incentivado a venda de alguns pcs que vêm com o sistema instalado, mas vejo que alguns amigos que compraram o tal pc tem encontrado muita dificuldade em utilizá-lo. No linux tudo é mais complicado, se conectar à internet, encontrar um driver, achar a pasta onde devemos instalar um plugin... Fomos mal acostumados a só utilizar os famosos .exe, a não aprender nada de programação e quando nos deparamos com um sistema como o linux, simplisment embananamos. Aí, vamos em buscas de sites especializados como BR-Linux, Guia do Hardware(que até lançou sua distribuição de linux) e Linux Clube, entre outros.
Em se traando de liberdade, os sistemas linux são exepcionais, nos tornamos o deus do Sistema Operacional, editando desde os aplicativos até sua alma, porém isso tem um custo, um preço, e eu ainda não sei se todos estão dispostos a pagá-lo.

Sunday, February 25, 2007

Entrevista com Carol Peters e Tiago Madeira do Blog Mal Vicioso

Quem imaginaria que no backstage de um blog que fala sobre sociedade, cultura e filosofia estaria uma jovem encantadora e um amante de algorítmos computacionais e lógica de programação? Pois é, desta junção inesperada nasceu o Mal Vicioso, acompanhe na entrevista a história do blog e um pouco do modo de pensar do casal de namorados que o mantém.

1. Quando surgiu o Mal Vicioso? Qual foi a motivação para criá-lo?

Surgiu no início de dezembro por causa de uma série de fatores:

uma crise existencial da Carol, na qual ela descobriu que a melhor forma de ajudar a sociedade a abrir os olhos era publicar seus contos e não dar aulas de química aos colegas de sala
o Tiago pensar em fechar seu blog e abrir um pra cada assunto (um dos assuntos seria filosofia)
a Carol dizer que ajudava o Tiago com o blog de filosofia se ele a deixasse publicar seus contos
O nosso objetivo com o blog é fazer as pessoas abrirem os olhos, saírem da normalidade, descobrirem a saída do "mal vicioso": a exploração do homem hipócrita por ele mesmo, uma porção de pensamentos de uma sociedade que não pensa.

2. Vejo a idéia do Mal Vicioso caminhando bem próxima do Anu!, os dois discutem a sociedade. O Mal Vicioso usa e abusa da Filosofia, e talvez por isso, ele demonstra ter um compromisso mais cartesiano com o que noticia, investigano a sério fatos e pedindo aos leitores mais do que opiniões, respostas. Até que ponto a Filosofia dita os caminhos do Mal Vicioso?


Nossa filosofia vai até onde começa o Google Adsense. :) Brincadeira...

No Mal Vicioso escrevemos sobre as besteiras que observamos acontecer na sociedade. O entendimento filosófico fica por conta do leitor. Nosso objetivo não é apresentar verdades, mas fazer os visitantes refletirem sobre o inconsciente vicioso da mente humana.

3. Ainda falando sobre Filosofia, Nomes como o de Nietzsche e Schopenhauer pipocam a todo momento nesse blog. Para vocês, quais são os grandes nomes da Filosofia?


Schopenhauer e Nietzsche são os nossos preferidos, mas também gostamos das idéias de:

Carol: Sócrates, Proudhon, Freud, Marx e Decartes.
Tiago: Pitágoras, Diógenes, Freud e Hakim Bey.

4. Se o Mal Vicioso fosse uma empresa, Tiago Madeira seria o gerente de TI e Carol Peters a Relações Públicas?


É complicado pensar assim, já que todas as funções do Mal Vicioso são divididas igualmente. Caso ele fosse uma empresa, ambos os cargos seriam ocupados tanto por Carol quanto por Tiago.

5. O Mal Vicioso é um pontocom, o que eu costumo chamar de pessoa internética - em alusão à pessoa física e pessoa jurídica - o sonho de consumo do Anu! É fácil criar um blog sem depender de serviçõs como blogspot ou wordpress?


Você pode ser pontocom sem largar o Blogger. De qualquer forma, não é difícil não. Na Dreamhost (servidor que utilizamos), você pode instalar o Wordpress (plataforma que utilizamos) com um clique. O difícil são customizações, plugins, etc. mas nada que seja necessário. E tem os custos (mais na questão 6)

6. Qual a plataforma usada para manter o Mal Vicioso no ar? Ela custa caro? O blog é auto-sustentável (falo dos lucros com o serviços de publicidade)?


A plataforma é um servidor com PHP e o banco de dados MySql. O site está hospedado na Dreamhost. O domínio (.com) custa 10 dólares por ano. O plano que utilizamos na Dreamhost custa 10 dólares por mês, e o servidor é dividido entre vários sites. O Mal Vicioso e o Tiago Madeira tem gerado aproximadamente 20 dólares nos últimos meses (e é um valor que vem aumentando BASTANTE a cada momento), então este investimento tem um bom retorno.

7. Quais os serviços de gerenciamento de visitantes e estatística que vocês usam? O que é mais importante, a quantidade de visitantes ou a de comentários?

Usamos o Google Analytics, o Slimstat e o Hittail.

Os dois são importantes, mas as discussões (comentários) enriquecem mais o site e são prova de que os visitantes lêem o que escrevemos (e inclusive falam o que acharam do que escrevemos).

De qualquer maneira, os visitantes também são importantes, mas mais pela parte financeira. Quem clica nos anúncios são paraquedistas - visitantes que nos acham no Google e que quase nunca deixam comentários.

8. Notei que o blog não conta com uma ferramenta de tradução para o Inglês. Isso tem um motivo específico?

Não tivemos tempo nem necessidade de traduzir nossos artigos, mas já pensamos nisto para o futuro. Não pretendemos usar ferramentas, mas traduzir manualmente alguns posts legais criando outro blog em inglês, porque senão o conteúdo perde qualidade. Exemplo: a versão em inglês da Cabala 1001 Gatos de Schrödinger é interessante, a do novo-MUNDO já não é.

9. Me deparei algumas vezes com a afirmação de Carol Peters de que os problemas da sociedade deveriam ser resolvidos com diplomacia e não com política. Isso seria possível? Tiago concorda com essa afirmação?

Carol: Eu acredito num mundo anarco-federalista, onde não teremos líderes e sim diplomatas. A diplomacia tem papel representativo mas não mandaria em nada, apenas cuidaria dos interesses das pessoas pacificamente. Isso (a intervenção diplomática e não política) já estaria acontecendo se as Nações Unidas não tivessem tanta corrupção e abolissem o Conselho de Segurança. Mas temos bons exmplos de que funciona. Cruz Vermelha e os Médicos Sem-fronteiras estão aí cuidando, imparcialmente, dos dois lados, sem se envolver em questões de estado.

Tiago: Na minha visão de mundo ideal, nem a diplomacia se faz necessária. As pessoas respeitam umas as outras, sem a necessidade de leis, governo, diplomatas, etc.

10. Qual será o futuro da Internet? Como os blogs e os bloggers podem participar deste futuro?

A coisa mais fascinante na internet é o fato de ela ser livre ou de pelo menos o projeto dela ser. Na internet, todos podem expressar a sua opinião independente de cor, idade, religião... O futuro que nós queremos para a internet é que ela torne-se mais livre (com o fim de projetos furados como DRM e WGA). Os blogs participam ativamente desse futuro, gerando discussões e trocas de idéias saudáveis, como já começa a acontecer aqui mesmo no Brasil.


Contato:

Mal Vicioso: http://malvicioso.com
Tiago Madeira: http://tiagomadeira.net
Artigos sobre algoritmos e lógica de programação: http://algoritmos.tiagomadeira.net/

Monday, February 12, 2007

Anu! em versão Beta no WordPress

Versão beta do Anu! no wordpress: Clique aqui

Somos o que cagamos; e uns outros devaneios sobre a crueldade

Esta semana eu me deparei com um artigo do magnífico Vargas Lhosa na revista Piauí. Ele versa sobre como os esgotos de um povo pode denunciar seu nível de desenvolvimento, tudo isso baseado no mais recente relatório das Nações Unidas sobre o saneamento básico.

Eu que pensava que cruel era a situação de favelas brasileiras onde a tubulação de esgoto das casas desagua em valas descobertas acabei descobrindo que em muitos lugares do mundo as pessoas nem ao menos sabem o que é uma privada.

Enquanto lia o tal artigo eu olhava assim meio de relance para um jornal com uma foto dos assalantes que cruelmente assassinaram um menino de 6 anos para roubar um carro; Lembrei-me também de história de genocídio no continente africano, muitas delas patrocinadas por grandes nações.

Começo a pensar, o que é crueldade?
Crueldade são pessoas morrerem de fome ou cólera pois vivem em meio a esgotos?
Crueldade são pessoas morrerem por serem diferentes?
Crueldade são pessoas morrerem por pela ganância alheia?
Quem são mais curéis, os assasinos de uma criança ou as cabeças "pensantes" responsáveis pelo massacre de centenas de milhares?

Alguma resposta por favor!

Friday, February 02, 2007

Sentenças que amo II

Quando perguntou-me se eu tinha alguma dúvida, melhor se tivesse perguntado sobre alguma certeza.

Saturday, January 27, 2007

Entrevista com Pedro Cab, fundador do Portal Cab

Um blog ou um portal? Um portal de blogs? Não importa, o importante é que vejo o Portal Cab como uma meca do conteúdo pop. Acompanhado de seu sapo companheiro de nome curioso - Uisminofay - que, segundo Cab, é CEO do portal, ele faz um apanhado do que há de mais interessante em temas como TV, Música, Futebol, entre outros.

Nesta entrevista Cab fala sobre as origens e os desafios para manter o portal:

- Acontece que o site gerou uma certa polêmica e a escola mandou eu mudar o nome.

Como ele entende os sites e os blogs:

- Eu sinceramente não sei diferenciar um blog de um site, eles andam numa linha muito próxima, pra mim blog é a evolução das homepages pessoais.

E ainda sobre libersade na Internet:

- Primeiro foi a Cicarelli, agora o governo bloqueia os cheques dos usuários do AdSense, não sei onde o Brasil vai parar desse jeito.

Despedindo-se com o tradicional aperto de mão, Cab nos proporciona essa sensacional entrevista por e-mail, que pode será interessante tanto para sociólogos tentando entender o fenômeno dos blogs quanto para bloggers iniciantes à procura de dicas e experiências.

#1 Como e a quanto tempo surgiu a idéia de construir o Portal Cab? Já surgiu como um site .com ou teve uma versão "Beta" no formato blog?

- O PortalCab começou a muito tempo atrás, em 2001, na verdade com outro nome até, o nome da escola onde eu estudava e era apenas voltado para os meus amigos. Acontece que o site gerou uma certa polêmica e a escola mandou eu mudar o nome. Foi o que eu fiz. Como eu não sou um ser muito criativo e extremamente egocêntrico, acabou ficando Portal (que na época onde todos tinham HP e não blogs, gerava uma certa grandeza) e Cab, que é abreviatura de cabeção, meu apelido de infância, adolescência, e por aí vai... Ele era hospedado no HPG, no kit.net até eu tomar vergonha na cara e comprar um domínio. Ele antes era um site mesmo, até eu conhecer o Movable Type. Eu sinceramente não sei diferenciar um blog de um site, eles andam numa linha muito próxima, pra mim blog é a evolução das homepages pessoais. =P

#2 Nos últimos tempos têm surgido uma infinidade de blogs mantidos por blogueiros profissionais, alguns deles, foram até contratados por políticos na última eleição para uma espécie de campanha online. Você se considera um blogueiro profissional? Consegue ganhar dinheiro com o Portal Cab?

- Eu pretendo viver disso, então me considero um blogueiro profissional sim, embora não deixe isso muito claro no PortalCab nem pretenda trabalhar para outra pessoa. Profissionalismo gera cobrança, eu acredito que já faço um trabalho bem legal, não preciso das pessoas (e minha consciência) me cobrando por atualizações, conteúdo de qualidade e o que eu devo fazer. Vale lembrar também que estamos no Brasil, parece que as pessoas não aceitam você ganhar dinheiro de um modo tão "fácil". Sobre o dinheiro, eu teoricamente consigo, os cheques do Google chegam aqui em casa, o único problema é que nunca consegui trocar nenhum; e quando eu estava finalmente munido de tudo que precisava pra trocar os desgraçados, o governo prega uma peça dessas. ¬¬

#3 Aqui no Anu! utilizamos o serviço de estatísticas Google Analytics, não só para conhecer o número de visitantes como para conhecer o perfil de cada um deles e as palavras que, na busca do google, levam ao nosso blog. Você usa algum serviço do tipo para gerenciar o conteúdo do portal? Como isso funciona?

- Também uso o Google Analytics, uso apenas porque sou fã-boy do Google. Acredito que existam melhores, como o statcounter.com. Também já utilizei o hittail.com , que mostrava as buscas que caiam no PortalCab em tempo real. Dessa maneira eu podia otimizar conteúdos que estavam sendo muito acessados no dia, o Analytics deveria ter algo assim. Acontece que essas ferramentas são boas para conhecer a popularidade do site, não os visitantes que acessam todos os dias atrás de novidades. O melhor jeito de conhecer esses é o velho e tradicional comentário.

#4 O que o motiva a manter o Portal Cab?

- As pessoas que sempre voltam e comentam. É legal saber que existem pessoas que compartilham do mesmo interesse que você. O dinheiro também, se ao menos eu conseguisse por as mãos nele...

#5 A internet muda a cada dia. Onde você acha que está o futuro da rede?

- Eu sou bem pessimista quanto a isso, na verdade acredito que a tendência da internet é se concentrar em alguns poucos sites colaborativos como a Wikipédia e o YouTube. Há uma certa tendência em apenas utilizar esses sites dando uma grande baixa. Qual foi a última vez que você procurou um vídeo no Google? Você corre logo pra busca do YouTube com a certeza de que irá encontrar lá (acho que esse foi o grande motivo do Google ter comprado o YouTube). O mesmo ocorre com a Wikipédia, trabalhos escolares deveriam ser feitos apenas a mão. =P

#6 Li no Portal Cab que alguns de seus posts são baseados em sites como a wikipedia, com a devida citação da fonte é claro. Você utiliza algum leitor de feeds para conhecer as novidades no conteúdo de outros blogs? Outros blogs influenciam no conteúdo do Portal Cab?

Eu falo de muita coisa no PortalCab, e muitas dessas coisas eu não tenho domínio nenhum sobre o assunto. Então eu apelo para textos da Wikipédia e até de outros blogs, estudo mesmo antes de postar e erro bastante também, ainda bem que as pessoas não levam tão a sério o que lêem por lá. Uso o netvibes (não sei porque as pessoas odeiam esse leitor) e acompanho um mol de blogs, acho uma pena muitos dos blogs escreverem apenas para outros bloggers. E sim, os outros blogs influenciam no conteúdo do Portal Cab.

#7 O Portal Cab pode ser considerado como um site de conteúdo exclusivamente pop?

- Sim. Por isso que já estou planejando um outro blog dentro do PortalCab mais voltado a outros blogueiros agora que aumentei meu contato com essas pessoas. Acho que uma pessoa que entra pra ver o Quico dançando psytrance não gostaria de ler coisas ligadas a memes e outros assuntos que só tem graça para outros blogueiros, não acha?

# 8 Como você vê os esboços de intromissão do Estado nas relações na Internet no Brasil, como visto nos últimos dias com o caso Cicarelli?

- O Brasil está virando a China. Seria interessante ver uma constituição para assuntos ligados à Internet. Primeiro foi a Cicarelli, agora o governo bloqueia os cheques dos usuários do AdSense, não sei onde o Brasil vai parar desse jeito, mas isso me deixa ainda mais pessimista...

- Mais informações: http://www.portalcab.com/portal-cab/faq.php

- Sobre Pedro Cab: http://www.portalcab.com/perfil/pedrocab.php

- Sobre Uisminofay: http://www.portalcab.com/perfil/uisminofay.php

- Portal Cab: http://www.portalcab.com

Sunday, January 21, 2007

Blogs, blogueiros e a blogosfera - Uma revolução na sociedade

Não há como dizer que não, uma revolução na no pensamento, na sociedade e nas relações políticas vêm surgindo com a popularização dos Blogs.
Hoje há milhões de críticos, especializados ou não, que em minutos publicam tratados filosóficos, resenhas sobre discos e press releases capazes de fazer inveja 'a midia especializada.
Até mesmo o Fórum de Davos aderiu ao inevitável e lançou um agregador de blogs para o evento, chama-se Diálogo de Davos e agrega notícias sobre o evento publicadas em blogs.

Seguindo o perfil editorial de análise totalmente parcial e não-isenta dos fatos sociais nesse blog, iniciaremos uma série de entrevistas com blogueiros, profissionais ou amadores, famosos ou não. É uma oportunidade para matar curiosidades a respeito de seus blogs, saber o que os motiva a escrver e suas espectativas para o fenômeno dos blogs.

* Pedro Cab, autor do Portal Cab já confirmou a entrevista;
Na ponta da mira estão Carol e Tiago, do blog hiper cult chamado Mal Vicioso;
E a espectativa é que numa das entrevistas figure Mr Manson, o homem por trás do irreverente Cocadaboa.

Friday, January 19, 2007

Au grand trône de l'Amérique, un petit Afro-américain




Bastou digitar na ferramenta de busca a sentença "Negro Presidente" que o nome apareceu: Barack Obama. É um senador pelo estado de Illinois e é um forte candidato a ser candidato ao governo norte-americano. A alarde que a pré candidatura ganhou deve-se ao fato de ele ser negro, ou, afro-americano como alguns preferem.As contribuiçoes em sua página da wikipédia crescem num rítmo constante, tem até uma versão em portugês.

Sou negro também, mas pouco me lixo pelo fato de um negro tentar ser presidente dos USA. Minha mediocridade adormecida acorda em momentos como esse e me diz que negro governando os USA, só em filme com o Morgan Freeman ou então na série do Jack Bauer.
O que eu quero mesmo é que, seja quem for o mandatário geral daquela nação, ele tenha inteligência, amor ao povo (não sendo o do mundo, ao menos o de sua porópria nação), que não perca tempo criando guerras sem sentido contra inimigos virtuais tentando esconder seus reais propósitos, que não seja reacionário, mas que também não seja banana. Que não use da religião para evocar uma cruzada rumo aos anti-capitalismo-cristão. Enfim, que seja um sujeito sério, comprometido com ideais de seu poco e além disso, que saiba aproveitar-se da posição que tem diante dos outros paises para atuar como um mediador, e não como um cafetão.

Ficaria muito satisfeito se ele chegasse 'a Casa Blanca, não o Obama, mas esse meu protótipo de presidente ideal.

Thursday, January 18, 2007

Sentenças que amo I

postagem auto-moderada

O samba do criuoulo doido da política brasileira; ou mais um daqueles textos cheios de parênteses.

Nossa Camara Baixa (e baixa aqui é um adjetivo que realmente expressa o caráter da casa) tem nos dado ultimamente um ótimo espetáculo nos noticiários de TV. A eleição de sua presidência tem esquentado osânimos de vossas exelências, os deputados.

A verdade é que os partidos políticos brasileiros têm se comportado como prostitutas, navegam pra lá e pra cá de acordo com o vento, e de tempos em tempos esse mesmo vento levanta no ar um cheiro desagradável. É só olhar o ato do PSDB de apoiar o candidato petista (uma heresia! Tanto que já retiraram o apoio). Agora estão no páreo o Comunista? Rebelo, o PTista Chinaglia (ou será Kinalhia? Os jornalistas me embaralham a mente) e o Tucano Fruet. O presidente está de mãos atadas, diz que trata os vermelhinhos como filhos mas é clara sua preferência por Rebelo que também está doido para abocanhar mais um tempo na mesa diretora.

O fato é que minhas previsões ( e não precisa ser nenhum Nostradamus ou Mãe Diná para isso) é que no fim da história, e como já é comum na Câmara, haverá um rateio de cargos e a Coalisão? PT-PMDB vai levar a melhor. Ou, na melhor das hipoteses, surgirá um novo Severino, pastando pelos atalhos e levando a melhor na disputa.

Quem entenderá a política brasileira?
- Serão os analistas de telejornais que só vão ao ar depois da meia noite, destinados à classe média alta e que são patrocinados por grandes bancos internacionais?

Quem entenderá a política brasileira? Eu faço um esforço, afinal, de mediocres o Brasil já está cheio, e o fatos mostram que certas partes de Brasília têm a maior densidade demográfica desses seres.

Tuesday, January 16, 2007

Hip Hop de Portugal

Carregado de poesia, como deveria ser, abaixo segue a letra.

Yo (*Ohhh noooo*) Posso falar contigo!? (*Princesa*) Tu és... Tudo aquilo que um homem pode querer Dás-me prazer 'Tás ao meu lado para me defender Adoro o teu sorriso Quando me olhas com ternura Acredita Eu paraliso És bonita, simpática, Tão atraente Derretes-me todo Com o teu olhar inocente Palavras doces na tua boca Parecem brisas Tu não andas Tu deslizas Enfeitiçaste-me No dia em que te conheci Fico fulo da vida Quando eles olham p'ra ti Ao mesmo tempo Sinto-me tão bem Por saber que por te ter (*Ohhh no no no no... baby*) Mais ninguém tem Princesa (Princesa) Beija-me outra vez (*Beija-me outra vez*) Diz que me amas, baby Diz mais uma vez (*Mais uma vez*) Princesa (Beija-me outra vez... Ya!) Princesa Adoro... Fazer-te adormecer no meu peito Quando te tenho a meu lado (*uhhh*) P'ra mim o mundo é perfeito Adoro os fins de semana Passados na cama Apaixonados na cama (*No no no Yeahhh*) Abraçados na cama Fazer amor contigo É ir ao céu e voltar É morrer e... Ressuscitar! Adoro os nossos momentos picantes Engraçado komo horas (*Oh Baby!*) Podem parecer instantes A tua pele é mel O teu toque é magia Adoro falar contigo A tua doce companhia Antes que seja tarde de mais (*Princesa*) Quero dizer Faço tudo Para não te perder Princesa (*Princesa*) Beija-me outra vez (*Outra vez*) (Ya) Diz que me amas, baby Diz mais uma vez (*Diz mais uma vez*) Princesa (Beija-me outra vez... Ya!) Princesa (*OHHHH BABY.. Yeah!! Yeah*) (Yo) Shhhhh... Não digas nada Beija-me outra vez Com esses teus lábios de fada Há palavras Que ainda estão por inventar Por mais que tente (*uhhhh... uhh... baby*) Nunca hei-de conseguir explicar Não sei se é calor Não sei se é frio Só sei que sem ti Sinto-me vazio Adoro quando nos sentamos No sofá c'um edredon (*ohh ohh ohh yeah*) A luz apagada "Chatez au som" Tocamo-nos no escuro Silêncio diz tudo O amor é cego E por vezes também é mudo (*OH!*) És tu quem eu quero (*Oh Baby!*) Eu sou sincero Não digas nada Beija-me outra vez Princesa (*Princesa*) (Princesa) Beija-me outra vez (*Princesa*) (Yah) Diz que me amas, baby Diz mais uma vez (*Só mais uma vez*) Princesa (Beija-me outra vez) Princesa (*OHHHH BABY*) Princesa (*Ohhhhhh!*) (Yo) Beija-me outra vez Diz que me amas, baby (*Diz que me amas*) Diz mais uma vez Princesa (*OH Baby*) (Beija-me outra vez) Princesa (*Princesa*) (Yo) Só quero que saibas que... (*Yeahhh*) Que é sincero Acho que nunca é demais dizer (*Uhhhh*) Não quero que tenhas duvidas (*Uhhhh ohh yeah*) Que é amor, yah (*Oh Yeah! yeah!*) Beija-me outra vez (*Ahh ahhh... uhhhh... Ahhhh Ohh ohh baby*) (*Uhhhh uhhh uhhh!*) Princesa (*Oh Princesa*) Beija-me outra vez Diz que me amas, baby Diz mais uma vez (*Ahhhhh Yeaaahhhh*) Princesa (*Só mais uma vez*) Princesa (*Uuuhhhhhhh... yeaahhhh..*) (*Diz mais uma vez*)